1. Home
  2. /
  3. Mercado Cervejeiro
  4. /
  5. Sustentabilidade ganha relevância na cerveja artesanal
Sustentabilidade ganha relevância na cerveja artesanal
Em 24/01/2022 às 10h00.

Sustentabilidade ganha relevância na cerveja artesanal

Apesar de algumas práticas sustentáveis serem tradicionais no meio, ações de maior impacto começam a aparecer apenas agora.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

O tema sustentabilidade não é nada novo. Começou a ser trabalhado mundialmente em 1972, na primeira conferência do meio ambiente da Organização das Nações Unidas (ONU), em Estocolmo, na Suécia. Ganhou força ao longo da década de 1980 e 1990, e se tornou imprescindível nos anos 2000. Hoje, a sociedade civil já cobra práticas sustentáveis de empresas e governos.

Na definição do termo, sustentabilidade significa sustentar, defender, favorecer, apoiar, conservar e cuidar. Mas, ao longo do tempo, o termo foi ressignificado. Atualmente, é aplicado também como um conceito: suprir as necessidades do presente sem afetar as gerações futuras.

Porém, no mercado da cerveja artesanal, a sustentabilidade ainda é coisa nova. Apesar de algumas práticas sustentáveis serem tradicionais – como a destinação do bagaço de malte para ração animal –, só a partir de 2015 que o tema ganhou mais relevância, com iniciativas de maior impacto.

Um dos motivos para isso, apontam alguns gestores, é o pequeno porte das empresas. Com recursos limitados, não haveria meios de investir em sustentabilidade. No entanto, muitas empresas estão conseguindo.

Cases de sucesso

Uma das empresas a levantar a bandeira da sustentabilidade é a Cerveja Praya, do Rio de Janeiro (RJ). Fundada em janeiro de 2016, é primeira cerveja com carbono neutro no mercado, além de ser Empresa B Certificada.

O título de carbono neutro veio em fevereiro de 2021, por meio de uma parceria com o programa “Amigo do Clima”, da empresa WayCarbon, considerada referência nacional em consultoria no setor.

A organização calculou a soma das emissões do gás carbônico (CO2), de 2020 e 2021. A Praya  compensou as emissões por meio de investimentos no Projeto de Carbono, realizado para diminuir as emissões de gás Metano no Aterro Bandeirantes, em São Paulo (SP).

A certificação de Empresa B foi realizada no mesmo mês. Trata-se de um movimento global, que nasceu em 2006, nos Estados Unidos, e utiliza a força do mercado para trazer soluções aos problemas sociais e ambientais, resultando em inclusão, equidade e regeneração do planeta.

O “B” significa benefit corporation, por isso, para obter a certificação de Empresa B, a organização deve atender a um alto padrão de métricas e avaliação corporativa. Além do processo de aprovação, as empresas certificadas também devem provar que suas práticas e políticas de sustentabilidade estão avançando a cada três anos.

Outro exemplo de sustentabilidade vem da cervejaria Masterpiece, de Niterói, também no Rio. A fábrica foi toda planejada para diminuir o impacto ambiental com o máximo de eficiência. O projeto ganhou 84 painéis solares, totalizando 30 mil watts de potência, capazes de atender toda a demanda da fábrica e do bar.

Isso também permite que a área destinada à fabricação utilize apenas energia elétrica, sem qualquer emissão de CO² no processo de brassagem. A empresa também é certificada como Empresa B.

Brasil Brau 2022
Brasil Brau 2022
Mercado Cervejeiro
16/05/2022 às 11h20.

Qual cerveja levar? Escolhendo cervejas no supermercado

Um breve guia para te ajudar a conhecer novas cervejas, sem se perder na diversidade de opções dos supermercados.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
13/05/2022 às 13h50.

Com curadoria do Instituto da Cerveja Brasil, 17º Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia Cervejeira apresenta tendências para 2022

Fórum mais tradicional e longevo do setor reúne palestrantes nacionais e internacionais para debater técnicas de produção, processos, insumos e serviços ao longo de três dias.

Compartilhe