1. Home
  2. /
  3. Degustação
  4. /
  5. Saison pode virar tendência: três rótulos para provar
Saison pode virar tendência: três rótulos para provar
Em 16/02/2022 às 12h38.

Saison pode virar tendência: três rótulos para provar

Sequência de lançamentos recentes mostram que o estilo pode virar tendência. É leve, refrescante e uma tela em branco para a criatividade do cervejeiro.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

O ser humano sempre está em busca de novidades. Não é diferente no mundo da cerveja. Desde o “boom” das India Pale Ales, nos Estados Unidos, especialistas se perguntam todo o ano: qual será a próxima tendência?

Para este ano, uma das minhas apostas é o estilo Saison, que pode vir a se tornar o “novo preto” no universo da cerveja artesanal, no Brasil. Do fim do ano passado até hoje, mais de uma dúzia de novos rótulos chegaram ao mercado.

Esse estilo belga une diversas características de interesse do público e dos cervejeiros: é leve, refrescante, saboroso e flexível. Dessa forma, possibilita diferentes variações e criações, e gera diferenciação, em um mercado cada vez mais competitivo.

A palavra “saison” vem do francês e significa temporada, ou estação do ano. O estilo tem origem nas fazendas do sul da Bélgica. Era a bebida dos “saisonniers”, trabalhadores temporários que migravam para ajudar no trabalho do campo.

Antes de 1871, quando a refrigeração artificial foi aperfeiçoada, era costume que muitas cervejarias só funcionassem no outono e no inverno. Isso evitava que a cerveja ficasse com aromas e sabores desagradáveis, pelo excesso de calor. Esse também era o período de falta de trabalho no campo, pois não havia plantio nem colheita.

Portanto, foi bastante lógico que algumas fazendas fabricassem cerveja na entressafra. Assim, estocavam as bebidas que seriam consumidas nas estações mais quentes pelos trabalhadores, ocupavam os funcionários fixos e geravam bagaço de cereais, que servia de comida para o gado.

É difícil dizer como eram os aromas e sabores dessas cervejas. Os trabalhadores não eram cervejeiros profissionais, nem comercializavam o produto. As receitas mudavam muito. Usavam-se diferentes cereais, lúpulo ou ervas, e o que mais tinham a mão.

Em geral, hoje existem dois estilos de Saison: as Classic e as Specialty. As primeiras focam nas características mais gerais do estilo, como a coloração clara, final seco, aroma e sabor de lúpulo sensível, amargor mediano e um frutado bem destacado, que lembra laranja.

As Specialty concentram as demais variações, que podem ser de cor, uso de ervas e especiarias, madeira e várias outras matérias-primas e técnicas. Assim, o estilo Saison, em geral, é interpretado por muitos cervejeiros como uma verdadeira tela em branco, que aceita inúmeras possibilidades de criação.

A seguir, conheça três rótulos de cervejas Saison.

Saison Dupont (6,5% – 330 ml)

Produzida desde 1844, na Bélgica, a Saison Dupont é considerada a mais clássica entre as cervejas desse estilo. Traz todas as características esperadas, e é leve e refrescante.

Dogma Zappa Dry Hopped Saison (6,7% – 473 ml)

Representando a vertente Specialty, essa cerveja da paulistana Dogma leva uma carga de lúpulo Zappa no dry hopping – técnica de lupulagem realizada na etapa fria do processo de fabricação, para aumentar o aroma e o sabor. Também tem adição de mel, melissa e maracujá.

Hopmundi Napa Saison (7,3% – 375 ml)

Diretamente de Natal (RN), a Napa Saison é maturada em barris de carvalho francês, que antes continham Chardonnay. O sabor de vinho branco e madeira se fundem de forma elegante com o estilo, trazendo complexidade e mantendo a refrescância da cerveja.

Mercado Cervejeiro
22/09/2022 às 10h58.

Oktoberfest: Conheça as 5 maiores do mundo

Você sabia que a festa de Munique não é a maior do mundo? Saiba quais são as cinco maiores Oktoberfests e suas curiosidades.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
19/09/2022 às 15h14.

De 2013 até os dias atuais. A expansão do Mondial no Brasil

Gabriel Pulcino, gerente de negócios do Mondial de la Bière conta um pouco sobre as histórias por trás de um dos maiores festivais de cervejas do mundo.

Compartilhe