1. Home
  2. /
  3. Mercado Cervejeiro
  4. /
  5. Pasteurização da cerveja: Conheça os benefícios e as desvantagens dessa técnica
Pasteurização da cerveja: Conheça os benefícios e as desvantagens dessa técnica
Em 14/11/2022 às 11h30.

Pasteurização da cerveja: Conheça os benefícios e as desvantagens dessa técnica

A pasteurização é o processo que permite a cerveja dure mais tempo, sem estragar; a técnica, no entanto, tem seus prós e contras.

Felipe Freitas
Por Felipe Freitas, cervejar.com
Engenheiro Químico e Sommelier de Cerveja

A pasteurização é o processo responsável em fazer com que a nossa amada bebida fermentada dure mais tempo, sem estragar. Esta técnica é empregada para ampliar o tempo de prateleira não só da cerveja, mas de outros alimentos, como leites e sucos. No entanto, como todo processo, a pasteurização tem seus prós e contras.

O que poucas pessoas sabem é que o processo de pasteurização foi descrito pelo cientista francês Louis Pasteur, em 1876. O cientista concluiu que o desenvolvimento de microrganismos, como bactérias e fungos, eram os responsáveis por fazer a cerveja “azedar”, depois de um tempo armazenada, e que a pasteurização conseguia inibir este problema.

Como funciona

A pasteurização é um processo de tratamento térmico da cerveja. Louis Pasteur avaliou que, ao manter a cerveja entre 55°C e 60°C, por um curto período de tempo, prolonga-se a qualidade da bebida. Hoje em dia, a pasteurização é usada na produção da maioria das cervejas engarrafadas e enlatadas no mundo todo.

Existem dois métodos principais de pasteurização. O primeiro é chamado de “pasteurização em túnel”. Nele, as cervejas já engarrafadas e enlatadas são pasteurizadas com os recipientes atravessando uma câmara longa e relativamente estreita, onde a água quente é pulverizada sobre as embalagens.

O outro método consiste em passar a cerveja por dentro de um equipamento chamado de “trocador de calor”, em que a bebida é aquecida e depois embalada.

Desvantagem

A maior desvantagem da pasteurização é que a utilização de temperaturas elevadas faz com que algumas características mais sensíveis de aroma e sabor se percam. Logo, a cerveja não pasteurizada costuma apresentar um requinte maior de notas sensoriais.

Essas cervejas, no entanto, custam muito mais caro para serem transportadas e armazenadas, pois necessitam ser refrigeradas por todo o caminho até chegar o momento de consumo, evitando a sua deterioração.

De qualquer forma, foi essa técnica que permitiu que a bebida se popularizasse, chegando a locais distantes de sua produção, para encontrar consumidores em mercados, bares e restaurantes, para que eles também pudessem brindar e beber uma bela cerveja.

 

Mercado Cervejeiro
30/01/2023 às 11h30.

Michael Jackson da cerveja: Conheça o escritor que inspirou gerações de cervejeiros

Você sabia que o universo cervejeiro tem o seu Michael Jackson? Conheça a história do Beer Hunter, o jornalista que viajou o mundo em busca de uma cerveja excepcional.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
26/01/2023 às 11h30.

Pertinho de São Paulo: 5 lugares para beber cerveja artesanal em Campinas

A pouco mais de 80 quilômetros de São Paulo, Campinas é recheada de opções para curtir uma boa cerveja artesanal; conheça cinco lugares para beber na cidade.

Compartilhe