1. Home
  2. /
  3. Gastronomia
  4. /
  5. Para surpreender: Moqueca de peixe cozida com Witbier
Para surpreender: Moqueca de peixe cozida com Witbier
Em 19/11/2022 às 11h30.

Para surpreender: Moqueca de peixe cozida com Witbier

Fruto da mistura das culinárias indígena, portuguesa e africana, a moqueca combina tanto com cerveja, que é possível utilizar a bebida até para preparar o prato.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Talvez o mais brasileiro dos pratos, a moqueca é fruto da mistura das culinárias indígena, portuguesa e africana. Portanto, pouco importa se a verdadeira ou pioneira entre as moquecas é capixaba ou baiana. Todas elas são, na verdade, uma grande mistura.

Há duas possíveis origens para o nome. A primeira é retratada por Luís da Câmara Cascudo, em “História da Alimentação no Brasil”. Ele traz o termo tupi “pokeka”, que significa “embrulhado, enrolado”. Um prato típico feito com peixe embalado em folhas de bananeira ou palmeira. Dizem que era preparado sobre uma grelha de madeira chamada “moquém”. É daí que vem a segunda teoria para o nome.

Com a chegada dos portugueses, veio a tradição dos cozidos e o prato se transformou em um guisado. A versão capixaba com azeite de oliva reflete bem essa mistura Brasil-Europa. Já a versão baiana ganhou temperos de influência africana, além do óleo de dendê.

E moqueca harmoniza com cerveja? Muito! Em geral, com as mais leves e condimentadas, que reforçam os temperos ricos do prato. Combina tanto que dá para usar até dentro do prato, como nessa receita de moqueca de peixe cozida na Witbier, estilo de cerveja de trigo de influência belga. Você vai adorar!

Moqueca de peixe cozida com Witbier

Ingredientes:

– 3 dentes de alho grandes picados;

– ½ xícara de suco de limão;

-1 quilo de filé de bacalhau (ou outro peixe-branco firme);

-1 cebola pequena picada (cerca de 1 xícara);

-1 pimentão picado e sem sementes;

– 1 pimenta dedo-de-moça, picada e sem sementes;

-1 colher de páprica;

-1 tomate grande picado e sem sementes;

– ¼ xícara de cebolinha verde picada;

-1 maço de coentro picado (cerca de 1-2 xícaras);

– 2 garrafinhas de leite de coco (400 ml);

– 1 long neck de Witbier (355 ml);

– Azeite;

– Sal;

– Pimenta-do-reino preta.

Modo de preparo:

– Coloque os filés de peixe em um prato com o suco de limão, alho picado e uma quantidade generosa de pimenta-do-reino e sal. Mantenha o peixe resfriado enquanto absorve o tempero;

– Aqueça uma panela média com óleo suficiente para cobrir o fundo. Adicione a cebola e frite um minuto ou dois, até ficar transparente;

– Adicione o pimentão, pimenta dedo-de-moça e páprica. Cozinhe mais dois minutos;

– Coloque a cebolinha e os tomates e cozinhe por cinco minutos. Misture o coentro;

– Adicione o peixe em uma camada uniforme na panela e cubra com alguns dos legumes;

– Depois, coloque o leite de coco e a Witbier. Deixe ferver, reduza o fogo e cozinhe tampado por 15 a 20 minutos;

– Sirva com arroz e harmonize com a mesma Witbier usada no preparo.

Mercado Cervejeiro
30/01/2023 às 11h30.

Michael Jackson da cerveja: Conheça o escritor que inspirou gerações de cervejeiros

Você sabia que o universo cervejeiro tem o seu Michael Jackson? Conheça a história do Beer Hunter, o jornalista que viajou o mundo em busca de uma cerveja excepcional.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
26/01/2023 às 11h30.

Pertinho de São Paulo: 5 lugares para beber cerveja artesanal em Campinas

A pouco mais de 80 quilômetros de São Paulo, Campinas é recheada de opções para curtir uma boa cerveja artesanal; conheça cinco lugares para beber na cidade.

Compartilhe