1. Home
  2. /
  3. Degustação
  4. /
  5. Cerveja salgada existe: conheça o estilo Gose
Cerveja salgada existe: conheça o estilo Gose
Em 27/01/2022 às 12h21.

Cerveja salgada existe: conheça o estilo Gose

Ácida e salgada, a Gose resistiu ao tempo e às adversidades para fazer sucesso no atual crescimento das Sours.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Cervejas podem ser doces, amargas e até ácidas. E salgada, existe? Sim, e não é de hoje. A Gose é um estilo tradicional na Alemanha. E já superou diversas adversidades. Mudou de cidade, quase desapareceu e foi reestabelecido, tanto no país europeu, quanto nos Estados Unidos. Hoje participa da atual da onda de Sours, as cervejas ácidas, no mundo e no Brasil também.

Na sua versão tradicional, o nome do estilo é Leipzig Gose. A data de origem é incerta, mas possivelmente milenar. Seu nome é atribuído ao riacho Gose, que corta a cidade de Goslar. Porém, após o declínio da mineração, o estilo se popularizou mesmo a cerca de 180 quilômetros a oeste dali, na vizinha Leipzig, capital da Saxônia.

No passado, a tecnologia de tratamento de água e de manejo de leveduras era muito menos desenvolvida. A cerveja ficou salgada porque a água do rio Gose é salobra. E ácida porque era fermentada com uma mistura de leveduras, leveduras selvagens e bactérias láticas – já que ainda não existiam leveduras isoladas em laboratório, como hoje em dia.

Além disso, a Gose leva de 50% a 60% de malte de trigo na receita e pode utilizar sementes de coentro. Na hora do consumo, era possível beber ela pura ou com xaropes ou licores adocicados de frutas, que suavizavam a acidez. O mesmo acontecia com sua contemporânea Berliner Weisse, na capital alemã.

O resultado é uma cerveja de cor amarela e turva, já que não é filtrada, e com espuma vigorosa. Uma apresentação esplêndida se tradicionalmente servida nos altos copos cilíndricos. Salgada e ácida, tem baixo amargor e um perfil seco e condimentado, por conta das sementes de coentro.

Apesar dos ingredientes soarem estranhos, esse conjunto deixa a bebida refrescante, graças também à sua alta carbonatação e ao baixo teor alcoólico. E por ser uma especialidade regional, a Gose é o único estilo alemão que tem a permissão de usar ingredientes que não seguem a Lei de Pureza da cerveja daquele país.

Quase extinta

Esse estilo de cerveja foi quase extinto. As cervejarias da região sofreram muito com os bombardeios da II Guerra Mundial, e várias delas não conseguiram se reerguer. Com a Guerra Fria e a separação da Alemanha pelo Muro de Berlim, essa cerveja só era fabricada no lado Oriental, e com muita dificuldade.

A exigência do governo em utilizar os cereais apenas com fins de alimentação foi o golpe final. Somente após a queda do Muro de Berlim, no final de 1980, ela renasceu pelas mãos de alguns cervejeiros antigos, que conheciam as técnicas e os segredos de sua fabricação.

Renascimento

Atualmente, a Gose continua sendo fabricada na Alemanha, em Leipzig e Goslar, que retomaram a produção histórica. Mas, esta cerveja também ganhou o mundo. Nos Estados Unidos, já nos anos 2000, com o crescimento das cervejas ácidas, diferentes interpretações deste estilo surgiram, com frutas e outros condimentos.

Hoje, há duas denominações no guia de estilos da Brewers Association, a associação das microcervejarias americanas: Liepzig Gose e Contemporary Gose. O primeiro fica para a versão tradicional, enquanto todas as versões com outros ingredientes e frutas cabem no segundo.

Mercado Cervejeiro
30/01/2023 às 11h30.

Michael Jackson da cerveja: Conheça o escritor que inspirou gerações de cervejeiros

Você sabia que o universo cervejeiro tem o seu Michael Jackson? Conheça a história do Beer Hunter, o jornalista que viajou o mundo em busca de uma cerveja excepcional.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
26/01/2023 às 11h30.

Pertinho de São Paulo: 5 lugares para beber cerveja artesanal em Campinas

A pouco mais de 80 quilômetros de São Paulo, Campinas é recheada de opções para curtir uma boa cerveja artesanal; conheça cinco lugares para beber na cidade.

Compartilhe