1. Home
  2. /
  3. Mercado Cervejeiro
  4. /
  5. Cerveja puro malte ou puro marketing?
Cerveja puro malte ou puro marketing?
Em 11/04/2022 às 10h59.

Cerveja puro malte ou puro marketing?

Cervejas puro malte podem não ser sinônimo de qualidade. Entenda o porquê.

Felipe Freitas
Por Felipe Freitas, cervejar.com
Engenheiro Químico e Sommelier de Cerveja

O termo “puro malte”, cada vez mais comum em rótulos, propagandas e conversas sobre cerveja, se tornou uma espécie de atestado de qualidade da bebida. Mas, será que ele é sinônimo de cerveja boa?

A verdade é que este termo só é valorizado no Brasil, e foi criado pela grande indústria para tentar chamar a atenção dos consumidores para cervejas que entregariam mais qualidade, por um preço mais elevado que as populares. Uma estratégia de marketing.

Essa estratégia atraiu a atenção das pessoas e tornou o nome “puro malte” conhecido. No entanto, cerveja puro malte não é sinônimo de qualidade. Existem cervejas de altíssima qualidade que não são puro malte, premiadas no mundo inteiro, e com uma longa história no mundo da cerveja.

Cerveja puro malte

A cerveja puro malte é produzida inteiramente com cereais malteados. Malteação é um processo em que os cereais são pré-germinados para facilitar o processo cervejeiro, e pode ser aplicado em diferentes tipos de cereais, como cevada, trigo e até mesmo arroz.

Cervejas de fora dessa categoria podem utilizar outras fontes de açúcar no processo de fermentação, o que não necessariamente prejudica a qualidade da bebida.

Derrubando mitos

É importante ficar claro que cerveja puro malte não é um certificado de qualidade da bebida. E tem outro mito que precisa ser derrubado: que o milho é inimigo da cerveja. Neste caso, o que deve ser levado em consideração é a qualidade do milho, e qual o papel ele desempenha na bebida.

Uma cerveja puro malte não necessariamente utiliza malte de boa qualidade na fabricação. O malte ou outros ingredientes de baixa qualidade, bem como falhas de processo, podem comprometer a qualidade da bebida.

Por outro lado, qualquer ingrediente de alta qualidade (incluindo os polêmicos milho e arroz), junto a um processo de produção bem controlado, produzirá uma cerveja boa, e ela não precisa ser puro malte para atingir esse patamar de reconhecimento.

Por todo o mundo, inclusive no Brasil, diversas cervejas entregam sabor, aroma e uma série de outros atributos, e não estão na categoria puro malte. Em resumo, o mais importante para uma cerveja de qualidade é que seja uma bebida gostosa, puro malte ou não.

Mercado Cervejeiro
22/09/2022 às 10h58.

Oktoberfest: Conheça as 5 maiores do mundo

Você sabia que a festa de Munique não é a maior do mundo? Saiba quais são as cinco maiores Oktoberfests e suas curiosidades.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
19/09/2022 às 15h14.

De 2013 até os dias atuais. A expansão do Mondial no Brasil

Gabriel Pulcino, gerente de negócios do Mondial de la Bière conta um pouco sobre as histórias por trás de um dos maiores festivais de cervejas do mundo.

Compartilhe