1. Home
  2. /
  3. Gastronomia
  4. /
  5. Cerveja e petiscos de boteco dão boas harmonizações
Cerveja e petiscos de boteco dão boas harmonizações
Em 05/03/2022 às 10h00.

Cerveja e petiscos de boteco dão boas harmonizações

Diferente de outras bebidas, a cerveja tem os elementos certos para encarar o desafio de combinar sabores com os mais diversos aperitivos.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Que petiscos de boteco ficam gostosos com cerveja tenho certeza que você já sabe. A bebida é boa companheira para qualquer tira gosto. Para além de acompanhamento, a cerveja rende ótimas harmonizações com os queridinhos dos botecos.

Existe diferença entre acompanhar e harmonizar. No primeiro caso, a cerveja está ali somente como um acessório. Muito gostoso, é verdade. Mas os sabores da bebida e da comida não interagem. Já na harmonização, há realmente ênfase, atenuação e complementações de sabores, criando novas experiências.

A categoria petiscos de boteco é bem ampla e difícil de generalizar. Os petiscos, entretanto, costumam ser salgados, fritos e com algum tipo de proteína.

Diferente de outras bebidas, a cerveja tem os elementos certos para encarar essa harmonização. O teor alcoólico, o gás carbônico e o amargor são capazes de contrastar a sensação de gordura de muitos aperitivos. Essa limpeza prepara a boca para uma nova mordida com todo o sabor, como se fosse a primeira.

Além disso, a cerveja está cheia de sabores semelhantes ou contrastantes aos aperitivos. Essa é uma combinação fácil de fazer e deliciosa. Confira algumas sugestões.

Do mar: iscas de peixe, camarão ou bolinho de bacalhau

Os petiscos do mar são uma ótima categoria para harmonizar com cervejas mais leves. As iscas de peixe têm sabor de maresia e suave tostado gerado pela casquinha crocante. Trata-se de uma ótima pedida para uma cerveja de trigo do estilo Witbier. Ela é leve e bastante carbonatada, trazendo toques cítricos e condimentados, de cascas de laranja e sementes de coentro, que complementam o sabor das iscas.

Para uma porção de camarão ou bolinho de bacalhau, eleve a intensidade da cerveja, já que os sabores são mais fortes. Uma cerveja de trigo alemã do estilo Weizenbier fica ótima com ambos os pratos.

Do ar: frango à passarinho ou coxinha

Bom mesmo é comer com a mão, não é verdade? E nesse quesito, nada supera a lambança que fazemos com um saboroso frango à passarinho. Além de um bom tempero, ele precisa ser frito em imersão para gerar aquela crosta saborosa, levemente tostada e caramelizada. Para reforçar esse sabor, opte por cervejas como as Bitters inglesas.

Essa caramelização também é gerada na fritura da coxinha de frango, só que em menor grau. Experimente com uma cerveja também mais suave, como a Vienna Lager.

Da terra: batata frita, mandioca e polenta

Um dos petiscos mais populares, a batata frita é um clássico internacional. O tubérculo em si é bem neutro, mas o prato traz um suave grau de gordura e tosta da fritura. O sabor vem mesmo dos temperos.

Se usar só sal, combine com uma cerveja do estilo Munich Helles. Para aquelas temperadas com alecrim, opte por uma boa Bohemiam Pilsner. A mesma lógica pode ser aplicada para mandioca ou polenta fritas.

Mercado Cervejeiro
22/09/2022 às 10h58.

Oktoberfest: Conheça as 5 maiores do mundo

Você sabia que a festa de Munique não é a maior do mundo? Saiba quais são as cinco maiores Oktoberfests e suas curiosidades.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
19/09/2022 às 15h14.

De 2013 até os dias atuais. A expansão do Mondial no Brasil

Gabriel Pulcino, gerente de negócios do Mondial de la Bière conta um pouco sobre as histórias por trás de um dos maiores festivais de cervejas do mundo.

Compartilhe