1. Home
  2. /
  3. Gastronomia
  4. /
  5. Cerveja e Natal, a combinação que dá certo
Cerveja e Natal, a combinação que dá certo
Em 18/12/2021 às 08h42.

Cerveja e Natal, a combinação que dá certo

Cervejas são melhores opções que vinhos e espumantes para combinar com pratos natalinos; entenda.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Harmonizar a ceia de Natal com cervejas artesanais pode parecer uma ideia estranha, já que esse é um território ainda dominado pelo vinho e pelo espumante. Mas, optar pela cerveja nas festas natalinas pode ser uma escolha acertada, graças às características da bebida. E, quando a combinação é bem feita, os resultados são surpreendentes.

A ceia de Natal não é uma simples refeição. Trata-se de um evento longo, realizado em pleno verão em nosso país. Por isso, é conveniente que se “pegue leve” no álcool, para evitar a embriaguez e o aquecimento alcoólico – afinal, ninguém quer suar na mesa enquanto come.

Com menor teor alcóolico, a cerveja é, assim, uma excelente pedida para o Natal. Além disso, alimentos muito variados fazem parte da ceia. Aqui entram frutas, saladas, castanhas, massas e carnes, e também diferentes doces, como panetone, rabanada e outras sobremesas.

Por serem compostas de quatro matérias-primas diferentes, cada uma com inúmeras variações de sabores e aromas, a cerveja é muito versátil para harmonizar e atender a todas essas demandas de fim de ano.

Belisquetes e entradas

A maratona natalina normalmente começa pelos pequenos petiscos acompanhados de um coquetel de boas-vindas. Castanhas, nozes e amendoins fazem um ótimo par com Lagers, em geral. O gás carbônico e o álcool da cerveja reduzem a oleosidade do petisco. Além disso, há certa semelhança entre o sabor do malte e a tosta das castanhas. Experimente com a HB Original, uma Munique Helles alemã.

Saladas, salpicão e outras entradas da ceia pedem cervejas leves e refrescantes. As Witbiers, cervejas de  trigo de tradição belga, são ótimas escolhas. A Wäls Witte, por exemplo, recebe pimenta-da-jamaica e laranja da terra na receita. Com condimentos mais intensos, a bebida é ideal para um salpicão.

Prato principal

O peru e as demais aves assadas são as estrelas da ceia. Com sabor levemente tostado por fora, temperado e tenro por dentro, essas aves pedem por cervejas semelhantes. Uma Vienna Lager, como a Cacildis, da Brassaria Ampolis, funciona muito bem, porque traz notas tostadas similares, reforçando esse sabor na combinação.

Já carnes suínas, como tender ou lombo, funcionam com cervejas de toques frutados. A Kasteel Blond, importada pela Meara, combina muito bem por conta dos aromas que lembram pêssego, damasco, uvas verdes e dos toque condimentados, que ressaltam os temperos do prato.

Sobremesas

Talvez o panetone e a rabanada sejam os doces mais clássicos do Natal. O primeiro é doce, amanteigado e frutado, ideal para combinar com Tripel Montfort da Bodebrown. O álcool mais elevado contrasta o dulçor e a gordura do alimento, e os aromas frutados da cerveja encontram semelhança nas frutas cristalizadas.

Já a rabanada e o chocotone são ainda mais doces, pedindo por cervejas de maltes torrados, mais amargas, para atingir o equilíbrio. A Noi Cioccolato é uma Imperial Stout com esse perfil e que também lembra chocolate.

Mercado Cervejeiro
23/06/2022 às 10h57.

Com nova lei, Rio de Janeiro pode ganhar mais cervejarias

Após receber aprovação final e entrar em vigor, lei pode ser o “empurrão” que faltava para pessoas que desejam abrir sua cervejaria artesanal, mas encontravam barreiras para isso.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
16/06/2022 às 10h00.

Dia do Orgulho LGBTQIA+: 3 iniciativas que apoiam a causa

O dia 28 de junho marca a luta pela diversidade e igualdade de direitos. A cerveja não está alheia ao tema e já existem, inclusive, iniciativas e empreendimentos na área.

Compartilhe