1. Home
  2. /
  3. Degustação
  4. /
  5. 5 copos de cerveja básicos para ter em casa
5 copos de cerveja básicos para ter em casa
Em 18/01/2022 às 10h00.

5 copos de cerveja básicos para ter em casa

Aproveite tudo que os rótulos têm a oferecer em cinco copos básicos que todo o cervejeiro precisa ter em casa.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Muitas vezes me perguntam se é essencial ter o copo certo para beber uma cerveja. A resposta é não. Afinal, cerveja é algo tão gostoso que mesmo em copo de requeijão fica bom. No entanto, é preciso admitir que o copo correto favorece aromas e sabores, além de compor a própria experiência que é degustar um bom rótulo.

Em geral, os formatos apoiam funções específicas. Uma maior largura da boca, por exemplo, ajuda a dissipar mais facilmente os aromas das cervejas mais complexas. De forma oposta, copos de bocas pequenas são usados para cervejas menos aromáticas.

Outra função básica está na altura do copo. Quanto mais longilíneo, mais rápido o líquido escorre por ele quando bebemos, o que gera maior refrescância. Já taças mais curtas entregam a cerveja de maneira mais gentil, favorecendo uma degustação mais demorada.

Abaixo, preparei uma lista de cinco copos que considero essenciais, aqueles que todo o fã de cervejas precisa ter em casa. Com esse conjunto, você poderá aproveitar tudo que o universo das cervejas tem a oferecer, sem perder o potencial de nenhum rótulo.

Copo Weizen

Alguns copos são tão específicos que dificilmente podem ser substituídos. É o caso do Weizen, que foi feito para servir as Weizenbiers ou Weissbiers, cervejas de trigo de tradição alemã. Além de ser alto e ter boca larga, neste copo cabe exatamente a quantidade de uma garrafa (600 ml). Isso porque, esse estilo deve ser servido com a levedura, que com o tempo se deposita no fundo da garrafa.

Taça Tulipa

Toda coleção deve contar com, pelo menos, um copo “coringa”, como a taça tulipa. Ela realmente tem o formato da flor tulipa, é bojuda, afunilando na boca e finalizando com “dobras” para fora. Aqui, a cerveja é servida até a metade do bojo, que é largo, facilitando a dissipação dos aromas e possibilitando a manipulação do líquido. O estreitamento da boca concentra os aromas, facilitando sua percepção. Já a dobra espalha melhor o líquido na boca e ajuda a sustentar a espuma. Utilize para cervejas de estilos belgas e complexas.

Pint

O termo inicialmente se referia a uma medida – 568 ml. Mas acabou sendo atribuído ao copo, tipicamente, usado para cervejas de estilos ingleses e, hoje, americanos. Tem tudo que é necessário: boca larga para os aromas, e altura para propiciar refrescância. Fez sucesso por ser prático, empilhável e resistente. Existem algumas variações como o Koninck, cujo anel impede que os copos fiquem presos ao serem encaixados.

Taça Snifter

É baixa e bastante bojuda. Seu formato é baseado no copo Napoleão, usado para Cognac. Serve para cervejas complexas e alcoólicas, que normalmente são servidas em temperaturas mais altas (de 8ºC a 13ºC). Ele permite que o bojo seja segurado com a palma da mão, esquentando a bebida e favorecendo que evapore seus aromas, que são concentrados pelo afunilamento da boca.

Copo Lager

Por fim, mas não menos importante, existe o copo Lager. Tem um formato quase cilíndrico, é alto, tem boca estreita e leve inclinação para fora. É usado para cervejas de baixa fermentação, leves e pouco aromáticas, que são servidas normalmente em temperaturas mais baixas (0ºC e 4ºC).

Mercado Cervejeiro
22/09/2022 às 10h58.

Oktoberfest: Conheça as 5 maiores do mundo

Você sabia que a festa de Munique não é a maior do mundo? Saiba quais são as cinco maiores Oktoberfests e suas curiosidades.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
19/09/2022 às 15h14.

De 2013 até os dias atuais. A expansão do Mondial no Brasil

Gabriel Pulcino, gerente de negócios do Mondial de la Bière conta um pouco sobre as histórias por trás de um dos maiores festivais de cervejas do mundo.

Compartilhe