1. Home
  2. /
  3. Degustação
  4. /
  5. 5 cervejas para entender as IPAs
5 cervejas para entender as IPAs
Em 04/02/2022 às 10h00.

5 cervejas para entender as IPAs

Um dos efeitos da popularidade desse estilo é o nascimento de inúmeras variações; conheça as cinco principais.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Depois das chamadas cervejas mainstream, categoria que abrange aquelas mais vendidas, basicamente dos estilos American Lager, o estilo India Pale Ale (IPA) é o mais popular do mundo. Nos Estados Unidos, a produção deste estilo chegou a 40% do mercado de cervejas artesanais, em 2020, segundo dados da Brewers Association, que representa as microcervejarias norte-americanas.

Se naquele ano a cerveja artesanal representava 12,3% do market share, e os EUA são o segundo maior produtor de cervejas do mundo (mais de 21 bilhões litros/ano), a conta é simples: o país produz cerca de 1 bilhão de litros só de IPA!

Um dos efeitos dessa popularidade é o nascimento de inúmeras variações do estilo, algo natural quando os cervejeiros buscam diferenciar seus produtos em um mercado tão concorrido.

A seguir, vamos conhecer cinco dos principais estilos de IPA. Com certeza, após provar essas cervejas, você vai ver esse universo com outros olhos.

1 – English IPA

É a India Pale Ale original, desenvolvida entre o final do século 18, e começo do século 19. Fundou as bases do estilo: alto amargor, destaque para os aromas e sabores de lúpulo, e final seco. O principal diferencial desse estilo está na utilização de lúpulos ingleses, que apresentam características mais herbáceas e terrosas. Um grande exemplar é a Fuller’s IPA.

2 – American IPA

É a variação mais popular no Brasil. Se diferencia justamente pelos lúpulos utilizados, que são de origem norte-americana. Têm aromas e sabores mais frutados, cítricos e resinosos. A primeira cerveja desse estilo foi a Liberty Ale, da Anchor Brewing, lançada em 1975 – hoje considerada uma American Pale Ale. Prove a Brewdog Punk IPA, como exemplar desse estilo.

3 – Double IPA

O estilo IPA se desenvolveu em paralelo à consolidação da escola americana de cervejas, principalmente dos anos 1970, para cá. E, assim como o todo o adolescente rebelde, quis se diferenciar dos pais – a escola inglesa. A Double, ou Imperial IPA, talvez seja a melhor materialização disso. Ela é muito mais alcoólica, encorpada e amarga que a American IPA. Prove a Bodebrown Perigosa.

4 – Session IPA

Session Beer é o nome dado a toda a cerveja de um estilo que foi reduzido a uma versão com menos de 5% de álcool. Ou seja, é baseada nas mesmas características da IPA, porém tem amargor, corpo e álcool reduzidos. Prove a CariocA Brewing IPAnema, medalha de platina no MBeer Contest, o concurso de cervejas do Mondial de La Bière, em 2014.

5 – Hazy, Juicy ou NE IPA

Por fim, a queridinha dos cervejeiros. Ela tem vários nomes. New England IPA, Hazy, Juicy, Northeast IPA. Mas, todos dizem a mesma coisa: uma IPA de amargor reduzido, com muito aroma e sabor frutado dos lúpulos, corpo elevado e suculento. Uma tendência que surgiu em 2003, nos Estados Unidos, com a cerveja Topper, da The Alchmist. Prove a Hazy, da Overhop Brewing, medalha de ouro no MBeer Contest, de 2016.

Brasil Brau 2022
Brasil Brau 2022
Mercado Cervejeiro
16/05/2022 às 11h20.

Qual cerveja levar? Escolhendo cervejas no supermercado

Um breve guia para te ajudar a conhecer novas cervejas, sem se perder na diversidade de opções dos supermercados.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
13/05/2022 às 13h50.

Com curadoria do Instituto da Cerveja Brasil, 17º Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia Cervejeira apresenta tendências para 2022

Fórum mais tradicional e longevo do setor reúne palestrantes nacionais e internacionais para debater técnicas de produção, processos, insumos e serviços ao longo de três dias.

Compartilhe