1. Home
  2. /
  3. Degustação
  4. /
  5. 5 cervejas para entender as IPAs
5 cervejas para entender as IPAs
Em 04/02/2022 às 10h00.

5 cervejas para entender as IPAs

Um dos efeitos da popularidade desse estilo é o nascimento de inúmeras variações; conheça as cinco principais.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Depois das chamadas cervejas mainstream, categoria que abrange aquelas mais vendidas, basicamente dos estilos American Lager, o estilo India Pale Ale (IPA) é o mais popular do mundo. Nos Estados Unidos, a produção deste estilo chegou a 40% do mercado de cervejas artesanais, em 2020, segundo dados da Brewers Association, que representa as microcervejarias norte-americanas.

Se naquele ano a cerveja artesanal representava 12,3% do market share, e os EUA são o segundo maior produtor de cervejas do mundo (mais de 21 bilhões litros/ano), a conta é simples: o país produz cerca de 1 bilhão de litros só de IPA!

Um dos efeitos dessa popularidade é o nascimento de inúmeras variações do estilo, algo natural quando os cervejeiros buscam diferenciar seus produtos em um mercado tão concorrido.

A seguir, vamos conhecer cinco dos principais estilos de IPA. Com certeza, após provar essas cervejas, você vai ver esse universo com outros olhos.

1 – English IPA

É a India Pale Ale original, desenvolvida entre o final do século 18, e começo do século 19. Fundou as bases do estilo: alto amargor, destaque para os aromas e sabores de lúpulo, e final seco. O principal diferencial desse estilo está na utilização de lúpulos ingleses, que apresentam características mais herbáceas e terrosas. Um grande exemplar é a Fuller’s IPA.

2 – American IPA

É a variação mais popular no Brasil. Se diferencia justamente pelos lúpulos utilizados, que são de origem norte-americana. Têm aromas e sabores mais frutados, cítricos e resinosos. A primeira cerveja desse estilo foi a Liberty Ale, da Anchor Brewing, lançada em 1975 – hoje considerada uma American Pale Ale. Prove a Brewdog Punk IPA, como exemplar desse estilo.

3 – Double IPA

O estilo IPA se desenvolveu em paralelo à consolidação da escola americana de cervejas, principalmente dos anos 1970, para cá. E, assim como o todo o adolescente rebelde, quis se diferenciar dos pais – a escola inglesa. A Double, ou Imperial IPA, talvez seja a melhor materialização disso. Ela é muito mais alcoólica, encorpada e amarga que a American IPA. Prove a Bodebrown Perigosa.

4 – Session IPA

Session Beer é o nome dado a toda a cerveja de um estilo que foi reduzido a uma versão com menos de 5% de álcool. Ou seja, é baseada nas mesmas características da IPA, porém tem amargor, corpo e álcool reduzidos. Prove a CariocA Brewing IPAnema, medalha de platina no MBeer Contest, o concurso de cervejas do Mondial de La Bière, em 2014.

5 – Hazy, Juicy ou NE IPA

Por fim, a queridinha dos cervejeiros. Ela tem vários nomes. New England IPA, Hazy, Juicy, Northeast IPA. Mas, todos dizem a mesma coisa: uma IPA de amargor reduzido, com muito aroma e sabor frutado dos lúpulos, corpo elevado e suculento. Uma tendência que surgiu em 2003, nos Estados Unidos, com a cerveja Topper, da The Alchmist. Prove a Hazy, da Overhop Brewing, medalha de ouro no MBeer Contest, de 2016.

Mercado Cervejeiro
22/09/2022 às 10h58.

Oktoberfest: Conheça as 5 maiores do mundo

Você sabia que a festa de Munique não é a maior do mundo? Saiba quais são as cinco maiores Oktoberfests e suas curiosidades.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
19/09/2022 às 15h14.

De 2013 até os dias atuais. A expansão do Mondial no Brasil

Gabriel Pulcino, gerente de negócios do Mondial de la Bière conta um pouco sobre as histórias por trás de um dos maiores festivais de cervejas do mundo.

Compartilhe