1. Home
  2. /
  3. Degustação
  4. /
  5. 4 cervejas para comemorar o Dia do Cacau
4 cervejas para comemorar o Dia do Cacau
Em 23/03/2022 às 10h04.

4 cervejas para comemorar o Dia do Cacau

No dia do cacau, selecionamos quatro rótulos de cervejas feitas com essa iguaria; confira.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Para a tristeza de muitos chocólatras, preciso desfazer um mito: em geral, não se produz cerveja com chocolate. A gordura do doce acaba com a espuma da bebida e traz um aspecto nada agradável. Em vez de chocolate, a cerveja pode conter maltes torrados, que simulam o aroma e o sabor do chocolate, essência, ou ainda o próprio cacau.

O cacau traz o aroma e o sabor de chocolate que queremos, com menos gordura. A combinação do cacau com outros elementos da cerveja, ou mesmo adicionados, como a baunilha, agrada muitos paladares. Tem até um espaço no Guia de Estilos de Cerveja para esse estilo: Chocolate ou Cocoa Beer.

Então, que tal comemorar o Dia do Cacau descobrindo cervejas feitas com essa iguaria? Confira, a seguir, quatro rótulos deliciosos.

Wäls Petroleum (12% – 375 ml)

Medalha de platina no MBeer Contest Brasil, em 2013, a Wäls Petroleum surgiu de uma parceria da paranaense DUM Cervejaria, criadora da receita, com a mineira Wäls. Trata-se de uma Russian Imperial Stout, cerveja escura, de alto teor alcoólico, feita com maltes torrados.

As notas de cacau são muito intensas nessa cerveja complexa e potente. Também lembra chocolate, café, caramelo, castanhas, ameixas frescas e secas. Na boca, o corpo é alto, com dulçor e amargor equilibrados e bom aquecimento alcoólico dos 12%. Uma delícia!

Bodebrown Cacau IPA (6% – 473 ml)

A Cacau IPA é talvez a mais famosa cerveja brasileira com cacau entre os beer geeks. Inicialmente produzida por meio de uma colaboração entre a Bodebrown, de Curitiba (PR), e a Stone Brewing Co., da Califórnia (EUA), entrou para a produção regular da cervejaria brasileira.

Diferente do que muitos imaginam, a cerveja não precisa ser escura para lembrar chocolate. A inserção de nibs de cacau nessa American IPA traz notas bem marcantes de chocolate amargo, mas mantém a cor da cerveja clara. O amargor é alto, tem 6% de álcool, e já foi várias vezes premiada em concurso nacionais e internacionais, inclusive com ouro no MBeer Contest Brasil, em 2013.

Tupiniquim Monjolo Floresta Negra (10% – 310 ml)

O cacau também pode vir em conjunto com outras adições. A Cervejaria Tupiniquim, de Porto Alegre (RS), escolheu usar baunilha e frutas vermelhas, para simular o famoso bolo Floresta Negra, na produção da Monjolo. Trata-se de uma Imperial Porter, cerveja escura, que lembra chocolate meio amargo, por conta da adição de maltes torrados. É encorpada, cremosa e tem 10% de álcool.

Seasons Legado Cacau (6,8% – 473 ml)

Produzida pela Cervejaria Seasons, também de Porto Alegre, faz parte da série Legado, de 2021. Nesta série, a cervejaria utilizou uma mesma cerveja base, no caso, American Stout, com adição de diferentes ingredientes da agricultura agroflorestal amazônica, como cumaru e café. A versão com cacau é uma delícia, traz aroma e sabor dos nibs, com uma torra alta, que lembra café potente.

Mercado Cervejeiro
30/01/2023 às 11h30.

Michael Jackson da cerveja: Conheça o escritor que inspirou gerações de cervejeiros

Você sabia que o universo cervejeiro tem o seu Michael Jackson? Conheça a história do Beer Hunter, o jornalista que viajou o mundo em busca de uma cerveja excepcional.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
26/01/2023 às 11h30.

Pertinho de São Paulo: 5 lugares para beber cerveja artesanal em Campinas

A pouco mais de 80 quilômetros de São Paulo, Campinas é recheada de opções para curtir uma boa cerveja artesanal; conheça cinco lugares para beber na cidade.

Compartilhe