1. Home
  2. /
  3. Degustação
  4. /
  5. 4 cervejas para comemorar o Dia do Cacau
4 cervejas para comemorar o Dia do Cacau
Em 23/03/2022 às 10h04.

4 cervejas para comemorar o Dia do Cacau

No dia do cacau, selecionamos quatro rótulos de cervejas feitas com essa iguaria; confira.

Luis Celso Jr.
Por Luis Celso Jr., cervejar.com
Jornalista e Sommelier de cerveja

Para a tristeza de muitos chocólatras, preciso desfazer um mito: em geral, não se produz cerveja com chocolate. A gordura do doce acaba com a espuma da bebida e traz um aspecto nada agradável. Em vez de chocolate, a cerveja pode conter maltes torrados, que simulam o aroma e o sabor do chocolate, essência, ou ainda o próprio cacau.

O cacau traz o aroma e o sabor de chocolate que queremos, com menos gordura. A combinação do cacau com outros elementos da cerveja, ou mesmo adicionados, como a baunilha, agrada muitos paladares. Tem até um espaço no Guia de Estilos de Cerveja para esse estilo: Chocolate ou Cocoa Beer.

Então, que tal comemorar o Dia do Cacau descobrindo cervejas feitas com essa iguaria? Confira, a seguir, quatro rótulos deliciosos.

Wäls Petroleum (12% – 375 ml)

Medalha de platina no MBeer Contest Brasil, em 2013, a Wäls Petroleum surgiu de uma parceria da paranaense DUM Cervejaria, criadora da receita, com a mineira Wäls. Trata-se de uma Russian Imperial Stout, cerveja escura, de alto teor alcoólico, feita com maltes torrados.

As notas de cacau são muito intensas nessa cerveja complexa e potente. Também lembra chocolate, café, caramelo, castanhas, ameixas frescas e secas. Na boca, o corpo é alto, com dulçor e amargor equilibrados e bom aquecimento alcoólico dos 12%. Uma delícia!

Bodebrown Cacau IPA (6% – 473 ml)

A Cacau IPA é talvez a mais famosa cerveja brasileira com cacau entre os beer geeks. Inicialmente produzida por meio de uma colaboração entre a Bodebrown, de Curitiba (PR), e a Stone Brewing Co., da Califórnia (EUA), entrou para a produção regular da cervejaria brasileira.

Diferente do que muitos imaginam, a cerveja não precisa ser escura para lembrar chocolate. A inserção de nibs de cacau nessa American IPA traz notas bem marcantes de chocolate amargo, mas mantém a cor da cerveja clara. O amargor é alto, tem 6% de álcool, e já foi várias vezes premiada em concurso nacionais e internacionais, inclusive com ouro no MBeer Contest Brasil, em 2013.

Tupiniquim Monjolo Floresta Negra (10% – 310 ml)

O cacau também pode vir em conjunto com outras adições. A Cervejaria Tupiniquim, de Porto Alegre (RS), escolheu usar baunilha e frutas vermelhas, para simular o famoso bolo Floresta Negra, na produção da Monjolo. Trata-se de uma Imperial Porter, cerveja escura, que lembra chocolate meio amargo, por conta da adição de maltes torrados. É encorpada, cremosa e tem 10% de álcool.

Seasons Legado Cacau (6,8% – 473 ml)

Produzida pela Cervejaria Seasons, também de Porto Alegre, faz parte da série Legado, de 2021. Nesta série, a cervejaria utilizou uma mesma cerveja base, no caso, American Stout, com adição de diferentes ingredientes da agricultura agroflorestal amazônica, como cumaru e café. A versão com cacau é uma delícia, traz aroma e sabor dos nibs, com uma torra alta, que lembra café potente.

Mercado Cervejeiro
22/09/2022 às 10h58.

Oktoberfest: Conheça as 5 maiores do mundo

Você sabia que a festa de Munique não é a maior do mundo? Saiba quais são as cinco maiores Oktoberfests e suas curiosidades.

Compartilhe
Mercado Cervejeiro
19/09/2022 às 15h14.

De 2013 até os dias atuais. A expansão do Mondial no Brasil

Gabriel Pulcino, gerente de negócios do Mondial de la Bière conta um pouco sobre as histórias por trás de um dos maiores festivais de cervejas do mundo.

Compartilhe